Home / MARKETING / A identidade é pessoal, local, nacional,global e virtual. A gestão deste conceito é crucial para o posicionamento competitivo.

A identidade é pessoal, local, nacional,global e virtual. A gestão deste conceito é crucial para o posicionamento competitivo.

Uma resenha do livro:  Design de Identidade da Marca de Alina Wheeler.

Indivíduos, comunidades e organizações expressam a individualidade por meio de sua identidade. A humanidade sempre usou símbolos para expressar intensamente a individualidade, o orgulho, à fidelidade e a propriedade.

A competição pelo reconhecimento é tão antiga quanto às batalhas medievais. Não mais limitada pelo terreno físico, à gestão da percepção estende-se hoje ás ondas aéreas, ao espaço cibernético e mais além. Assim como os domínios feudais se transformaram em empresas econômicas, o que foi uma vez a heráldica agora é a gestão de marcas. A batalha pelo território físico evoluiu para a concorrência pelo share of mind, o espaço do reconhecimento pela mente.

A marca é promessa, a grande idéia e as expectativas que residem na mente de cada consumidor a respeito de um produto, de um serviço ou de uma empresa. As pessoas se apaixonam pelas marcas, confiam nelas, são fiéis a elas, compram e acreditam na sua superioridade. A marca é como a escrita manual. Ela representa alguma coisa.

Ser lembrado é fundamental, no entanto isto está se tornando cada vez mais difícil. Uma marca tem que ser forte o bastante para se destacar em um mercado densamente povoado.

Os produtos são criados na fabrica. As marcas são criadas na mente. Waltr Lander – Fundador Landor Associates.

A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Marty Neumeier – The Brand Gap.

Em um mundo que é confuso em termos de clamor competitivo, no qual a escolha racional é quase impossível, as marcas representam clareza, segurança,consistência, status, associação – tudo o que possibilita aos seres humanos se auto-definirem. As marcas representam identidade. Wally Olins – On Brand.

O que é identidade de marca?

Enquanto as marcas falam de modo virtual para mente e para o coração, a identidade da marca é tangível e apela para os sentidos. A identidade é a expressão visual e verbal de uma marca. A identidade dá o apoio, expressão, comunicação, sintetiza e visualiza a marca.  Ela começa com um nome e um símbolo e evolui para tornar-se uma matriz de instrumentos e de comunicação. A identidade de marca aumenta a conscientização e constrói empresas.

Uma identidade visual fácil de lembrar e imediatamente reconhecível viabiliza a conscientização e o reconhecimento da marca. A identidade visual engatilha a percepção e desencadeia associações a respeito da marca. A visão, mais do que qualquer outro sentido, proporciona informações sobre o mundo que nos rodeia.  Os designers de identidade trabalham a percepção por meio da integração do significado e da diferenciação visual.

A ciência da percepção investiga como os indivíduos reconhecem e interpretam os estímulos sensoriais. O cérebro memoriza primeiro as formas. As imagens visuais podem ser lembradas e reconhecidas de forma direta, enquanto o significado das palavras tem que ser decodificado.

A cor vem em segundo lugar. A cor pode incitar uma emoção e evocar uma associação de marca. O cérebro leva mais tempo para processar a linguagem, assim o conteúdo vem em terceiro lugar, depois da forma e da cor.

86 comments

  1. A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Marty Neumeier – The Brand Gap. Essa percepção é realmente incrível. Pois a similaridade está presente em todos os lugares. Convém escolher um caminho para poder se fazer a marca poder fazer presente, sendo criativa e simples é o que importa, pois a associação é feita de uma forma singular e nada complexa. E que por mais que seja feita com uma identidade, ela conseguirá atrair pessoas de identidades similares.

  2. Percebo que as marcas que eu uso me posicionam socialmente. Eu talvez faça uso delas para falarem por mim, representarem minhas opiniôes e posições em relação ao que me cerca. Por um lado isso pode ser legal. Como era legal ouvir o Renato Russo cantando algo que eu só sentia e não conseguia exprimir. Mas nem tudo que o genial Renato representava me representa de fato. E as marcas que uso ainda cumprem uma agenda capitalista, por mais que apresentem uma face maquiada e sorridente abraçando crianças. Num mundo assim, acho que o melhor mesmo é me entender e descobrir quem sou, e a partir disso me relacionar com o mundo, pois posso descobrir que logo eu que me achava tão bem representado posso ficar em posição muito desconfortável. E olha que eu gosto muito muito de Legião Urbana!

  3. Como já dito por Marty Neumeier, A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Através deste pensamenti podemos nos espelhar para o modo de vida atual, de maneira simples e objetiva se pode fazer presente tanto no mundo real como no virtual.
    Simplicidade e objetividade muitas vezes nos reafirmam muito mais que aspectos exagerados e de certa forma facilitam para que sejamos facilmente reconhecidos, consequentemente criando uma identidade.

  4. “A competição pelo reconhecimento é tão antiga quanto às batalhas medievais.” Não são apenas os criadores dos produtos e das marcas que “vendem a alma” em busca de reconhecimento das pessoas.

    O ser humano também anseia por reconhecimento de seu marca pessoal (o EU). Deseja que os “consumidores” se apaixonem por ele e comprem suas ideias. O nosso “EU” quer conquistar um mercado fiel.

    Para isso, é necessário que ele se molda às exigências desses consumidores. Criando uma identidade que, muitas vezes, não representa o que ele realmente é.

  5. O homem vê na propaganda, si próprio, já que ele deseja ser aceito, ser “comprado”, ter reconhecimento, assim como as mais diversas marcas pelo mundo. A identidade do homem se confunde com a marca que ele usa.
    Os sentidos fazem o papel de percepção, seja de marcas, seja da identidade humana. A marca e o homem, devem atrair olhares para que o sucesso esteja mais perto.

  6. Hoje no mundo em que vivemos o uso de algumas marcas nos individualiza e define nossa identidade. Além disso, expressa a fidelidade e a confiança que temos na marca. Nesse mundo globalizado a maioria das nossas escolhas são influenciadas, e ao escolher uma marca estamos nos auto definindo com clareza e segurança e é dessa mesma maneira que enxergamos a marca que usamos!
    A luta das empresas pelo reconhecimento está cada vez maior, pois a cada dia que passa fica mais difícil de uma marca ser lembrada. E esse reconhecimento para empresa é muito importante, já que a partir do momento em que o consumidor reconhece a marca ela passa a ser superior as demais. Para alcançar esse reconhecimento as empresas vêm apelando para formas e cores ao invés de palavras, pois imagens são mais fáceis e rápidas de serem memorizadas e lembradas.

  7. Desde o inicio da humanidade o homem vem buscando reconhecimento, e esse reconhecimento se da através de junções de formas. Pois sua maior prioridade não é demosntrar aquilo que você diz más sim o que você é ..
    Isso subtende como a MARCA, que segundo Marty Neumeier, A marca não é aquilo que você diz que é.

  8. Mercado competitivo e recheado de informações e de novas idéias…por isso se faz necessário que a marca se diferencie e que desperte nas pessoas a atenção, o interesse, a fidelidade á marca. Para isso é interessante que toda marca tenha um conceito e que consiga transmiti-lo ao consumidor fazendo com que de identifiquem e passem a consumi-los. Identificar o perfil desse consumidor e buscá-lo através da mensagem ou imagem passada na publicidade.

  9. AS MARCAS HOJE EM DIA LHE TRAZ UM CERTO STATUS PERANTE A SOCIEDADE, NOS DIVERSIFICANDO UMS DOS OUTRO,É A MANEIRA PELA QUAL AS PESSOAS ENXERGAM A SI MESMAO,QUE NOS FAZEM A SER O UNICO SER DIFERENTE DOS DEMAIS É A IDENTIDADE PELA QUAL FORMAMOS CONFORME O NOSSO REPERTORIO,O QUE NOS LEVA A COMPRAR TAL MARCA É PURA IDENTIFICAÇÃO COM O PRODUTO A SER OFERECIDO TENDO SEU PUBLICO ALVO, TEMOS QUE SER VERDADEIROS E AUTÊTICOS, MESMO QUE ISSO NAO AGRADE TODO MUNDO, PELO MENOS ESTAREMOS EM BUSCA DA TÃO SONHADA FELICIDADE.

  10. A relação de status que o individuo tem com a marca é algo interessante a ser refletido. Ser o melhor hoje em dia não á tarefa fácil, já que a concorrência se afunila cada vez mais. Muitas marcas boas surgem no mercado, e em alguns casos, acabam deixando um pouco no esquecimento as mais antigas que foram bastante fixadas na mente do consumidor. Talvez para alguns, a cor da marca nova, por exemplo, agrega mais status do que a antiga que o individuo sempre utilizou. É importante pensar nesse mundo que estamos “entrando”, já que a competição é cada dia maior.

  11. Concordo que a marca é aquilo que os outros dizem que é pois é como as pessoas de fora da empresa enxergam e decodificam a mensagem ali passada.
    E com o mercado cheio de concorrência faz-se necessário pensar em uma marca que seja simples, mas que fique na memória do consumidor, que seja assimilado por ele onde ele for!

  12. Por o mercado estar cada vez mais competitivo, a marca de uma empresa não precisa mais que uma identidade visual chamativa. Por trás disso deve se criar um conceito autêntico, que revela ao público os interesses da empresa, as prioridades e o diferencial que essa empresa oferece. Conseguir criar um conceito com repertório concreto e passar isso claramente ao público, é um dos grandes desafios de uma empresa nos dias atuais.

  13. A grande disputa pela percepção acabou obrigando as marcas a investir cada vez mais em uma identidade visual bem conceitual e trabalhada. A marca é constituida pela opinião das outras pessoas sim, porém nós profissionais da comunicação precisamos saber cada vez mais sobre os nossos consumidores para poder obter sucesso na criação e com isso criar essa identidade visual que seja reconhecida apenas com um passar de olhos. isso é uma mistura de conceito, legibilidade e criatividade.

  14. A marca é o cartão postal da empresa, por isso é atraves dela que precisamos passar a melhor imagem possivel para que os consumidores se identifiquem e tornem fiel a ela.

  15. Hoje muita gente tem acesso a internet mas poucos sabem usar essa ferramenta! Muitas pessoas nao sabem que elas possuem sua propria marca e so valorizam as dos outros.
    Essa questao de identidade que possamos rever o conceito que cada um tem sobre A IDENTIDADE.

  16. É preciso que produtos e empresas sejam lembrados de boa maneira ao consumidor quando necessitado, para isso não basta mais cuidar de como a marca é vista nos meios tradicionais, visto o comportamento da sociedade na era da mídia digital. Você agrega mais valor e reconhece melhor quando a mesma é bem gerida.

  17. Os seres humanos hoje em dia, conseguem formar sua identidade através de um perfil popular que é apresentado á sociedade. Com o avanço da tecnologia isso fica mais visível ainda, pois hoje as mídias sociais estão em alta no cotidiano de qualquer pessoa, e através disso conseguimos nos identificar para o outro através de qualificações oferecidas para que você seja um internauta com identificação social, no caso a mídia. A identidade da marca também vem nos transmitir algo de desejo pára nós mesmos, a propaganda da mesma nos transmite, segurança e conforto, tanto pela marca que é tão falada, quanto pela credibilidade e concorrência no mercado, isso tudo esta incluído na identidade social de uma pessoa, onde ela se identifica com algo e vai logo satisfazer seus desejos, hoje isso em dia é bem normal!

  18. Indivíduos, comunidades e organizações expressam a individualidade por meio de sua identidade. E tal individualidade tem sido moldada pela relação entre e individuo e marca. Pois hoje, as pessoas se distinguem pelos seus gostos, seus conhecimentos, afinidades e principalmente pelas marcas que usam. As marcas trabalham no intimo do ser humano, lhe proporcionando prazer, ao ponto deste se apaixanoar e se tornar totalmente fiel a mesma. Assim sendo, cabe a marca ser forte o bastante para se destacar em um mercado que é cada vez mais amplo e diversificado, onde a gestão deste conceito de identidade de marca é crucial para o posicionamento competitivo, para que assim tal marca se sobressaia na cabeça do consumidor. Quanto maior for o estudo, a analise do publico, dos valores que estarão embutidos, das formas e maneiras de agir ante o consumidor, maior será o repertório que a marca terá para que assim evite erros e alcance o seu lugar na mente e até mesmo no coração do público.

  19. A cada dia que passa se torna mais comum e competitivo as marcas individuais de identidade, o que torna mais difícil no mercado de trabalho competir, pois a marca conquista o consumidor, passa confiança, tem todo um jogo de cintura pra se conseguir uma identidade, primeiramente com a forma, depois a cor, e por ultimo o conteúdo,mostra-se o conceito da marca o que é muito interessante a maneira que o ser humano sempre busca nas coisas uma beleza. E a mídia é um dos principais meios de comunicação para que se tenha resultados.A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Marty Neumeier – The Brand Gap.Pois bem é aquilo que ela transmite!!!

  20. A identidade visual bem trabalhada em formas, cores e linguagem tem um potencial enorme de os indíviduos reconhecerem e interpretarem a marca em qualquer lugar. Mais do que isso, essas marcas definem status de seus consumidores. Você não usa um tênis, você usa um Nike, você não compra um refrigerante, você compra uma Coca Cola, e é assim com todo mundo. Por trás disso há um enorme processo de alienação que infectou todo o mundo. Você não é definido pelo que realmente é, você é o que consome.

  21. Michelly Ferreira

    Marca temos que nos identificar para que possamos fazer o ato da compra ,pois as pessoa precisam se sentir bem e obter confiança.
    Porque hoje em dia a muitas opções de marcas, os concorrentes fazem o que podem para chamar a atenção do publico desejado, como novas cores, estilos, tecidos e testuras diferentes, entre outros…, fazendo que seus consumidores, comprem e saiam com segurança que fez a opção certa.
    Assim as marcas são formadas por opiniões,que ficam na memória dos consumidores e que vão procurando qual se identifica mais, para que possa se torna um consumidor fiel e satisfeito.

  22. A marca esta cada vez mais complexa , nós usamos a marca nao um sapato nos comemos o mc donald não o lanche.. essa prpria empresa usa a cor vermelha que nos tras a sensaçao de fome como market .. a identidade de cada um esta no que usamos e nas marcas que escolhemos para usar , nos identifica.

  23. Os produtos são criados na fabrica. As marcas são criadas na mente. Waltr Lander – Fundador Landor Associates.

    A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Marty Neumeier – The Brand Gap

    Ja é algo certeiro o que diz a frase; criar o produto hoje em dia é facil, todos temos maquinas, tecnologias suficientes para

    criar algo novo.

    O problema em questao é criar a marca, pois ela sera o que irá chamar atençao dos consumidores e ser sucesso ou nao.

    Através deste pensamento podemos nos espelhar para o modo de vida atual, de maneira simples e objetiva se pode fazer

    presente tanto no mundo real como no virtual.

    As pessoas nao estao querendo ver os sentimentos ou seu coraçao,querem ver sua qualidade externa,nesse caso o produto

    seria nosso interior “sentimentos ,coraçao,qualidades de verdade” e a marca nossa beleza externa”olhos azuis,fisico culturista”

    o que na verdade nao deveria valer nada…

  24. Eu acredito que a marca, é aquilo que você é. Você faz o produto de acordo com que você acha certo. No meu caso por exemplo, que sou Design de Calçados, eu faço coisas de acordo com que eu sei que vou vender, que vou atrair o público, nem todos são obrigados a gostar, mais eu vou atender aqueles que se identificaram com o meu produto, os gostos de todos são muitos diferentes. Você procura aquilo que te agrada, que te identifica. Cada “Marca” transmite alguma coisa diferente, cada marca tem o seu público. A Marca julga muito o produto, e realmente ela transmite aquilo que é. Se você faz um produto de alta qualidade, a marca desse produto, tende a crescer e ficar conhecida… pela “qualidade” e assim também pode ser valido pelo inverso. Com certeza fica gravado sim. As pessoas não vão pelo sentido, e sim pelo nome, pela “Marca”.

  25. Na sociedade em que vivemos as pessoas se julgam pela marca que os outros usam, marca de uma roupa ou calçado, se vc tem mais dinheiro vc compra uma roupa melhor ou uma marca mais conhecida, que por essa fama se diz melhor em tecidos, recorte etc.
    Então uma marca para ser boa tem que necessariamente ser de melhor qualidade para valer o seu preço, e o nome que ela carrega, e assim a luta para ficar na frente no mercado.

  26. A identidade de uma marca é a parte mais importante para ser divulgada, pois ela exprime em si a comunicação verbal e visual. A comunicação visual de uma identidade é usada para marcar o símbolo da marca fica mais fácil de identificar e gravar na memória do que a própria linguagem verbal. A identidade de uma marca é usada principalmente para conquistar seus clientes, pois com ela a maraca fica marcante e notável no meio de tantas outras e com tudo traz a fidelidade de um cliente.

  27. Realmente,para uma marca tornar-se conhecida é necessário uma boa divulgação do produto,mas isso não é o suficinte, pois essa marca deve ter um simbolo legal e que chame a atenção.E para que este produto seja bem aceito ele tem que ter uma boa qualidade.

  28. Os consumidores se distinguem por seus gostos, conhecimentos e afinidades. As marcas buscam conquistar o consumidor, no sentido de paixão mesmo. Trabalha para lhe proporcionar prazer, satisfação, para que essa pessoa se torne um consumidor fiel. Cabe a marca se posicionar de maneira forte no mercado, que atualmente se mostra muito competitivo e diversificado. Os valores e conceitos embutidos juntamente com estudos e análises do público são pontos fundamentais para uma boa e sustentável identidade.

  29. As marcas que usamos ,geralmente elas falam por nós, compramos algo para que asejamos vistos bem em torno da sociedade,nos conseguimos formar uma identidade através de um perfil popular que é apresentada á sociedade. Portanto com a tecnologia hoje em dia isso ficou bem mais fácil pois as mídias , redes sócias e vários outros meios estão cada dia mais presente na vida das pessoas.
    As propagandas de hoje nos transmite segurança,conforto onde nos mesmo nos identificamos com o produto e ficamos loucos para satisfazer o desejo de possuir o produto para q sejamos bem visto na sociedade.

  30. João Paulo Oliveira Diogo

    No mercado tão competitivo de hoje em dia, as marcas tem que terem um diferencial muito grande, ela tem que ser forte o bastante para se destacar no mercado perante as outras marcas, é uma competição onde uma quer ser melhor que a outra. A marca é tudo para um produto é a identidade, o valor e o que representa.
    O ser humano consumista hoje agrega um valor muito grande para a marca, eles transmitem uma identidade através do que usam, querem provar um status ou um referencial para o eu, aumentando o ego e se tornando um ser modelo da sociedade, que está consumida pelas marcas. “A marca não é aquilo que você diz que é. É aquilo que eles dizem que é. Marty Neumeier – The Brand Gap.”

  31. A propaganda é relacionada com a aceitação do homem em sociedade. Sendo que o mesmo se vê como um produto, e por desejar ser aceito se vende, geralmente, por um preço muito baixo.

  32. A identidade é a expressão da individualidade que pode ser tanto social quanto pessoal. O homem é dependente da imagem e dos conceitos que permeiam e dão significados a estas, para assim expressar intensamente sua individualidade, conhecimentos, ideais e desejos. Ao criar uma marca, cria-se uma imagem para o conceito de um produto que ainda não tem significado, digamos assim, para a sociedade. É engraçada esta arbitrariedade dos significantes e significados, pois fica cada vez mais difícil não relacionar determinada marca com determinado conceito. Por exemplo, McDonald’s, primeiramente você reconhece a identidade visual: monosselo, cores (amarelo e vermelho) e só posteriormente faz relação com o produto da marca e o que esta pode lhe proporcionar, e esta relação vai mais além, pois ao escolher comer no McDonald’s você esta construindo sua identidade e será ‘julgado’ e até mesmo condenado por suas escolhas.

  33. As etiquetas que usamos as vezes nos diferenciam dos demais, as vezes até falam por nós dependendo da estampa.Isso é interessante pois as vezes ela pode representar o que eu gostaria de dizer de uma maneira mais simples e com atenção.Só não podemos nos esquecer por tras das marcas e deixar que elas me representem o tempo todo.

  34. Acredito que na sociedade em que vivemos e nos dias atuais, tais marcas nos representam fazendo com que nos expressemos por tais marcas consumidas.
    “Os produtos são criados na fabrica. As marcas são criadas na mente. Waltr Lander – Fundador Landor Associates.”
    Portanto usamos produtos mas realçamos a marca de forma única, com nossas características, por isso que nem tudo o que as marcas representam é o que nos representa.

  35. Se marca é o que dizem ser, é porque ela é o que as pessoas vêem, ou é passada, não somente em sua linguagem de cores, de formas etc, mas também ao estilo e a fama que possui, uma marca forte é aquela que é conhecida por uma grande número de pessoas, que comentam que falam e que a reconhecem, uma marca bem feita é aquela bem estudada e colocada no papel com sua imprenssão, aquilo que deseja passar, aquilo que certamente almeja que pensam como é…
    e finalmente a marca além de ser bem colocada e elaborada, deve atrair seu público, e principalmente ter este reconhecimento e usar das disputas um meio de se tornar de fato uma marca cada vez maior

  36. A sociedade atual se ilude muito em relação a valores exposto pelas marcas, do que pelo o que esta consumindo em si ultimamente a gente não percebi que somos acima de tudo reféns de empresas que só querer um lucro, as vezes de maneira suja com uso de elementos na fabricação desse produtos ruins e também pela competitividade, que faz gerar mais disputa em relação quantidade de marcas, e cada vez menos qualidade que é o que interessa de fato.

  37. A identidade visual, sem sombra de dúvida, é o fator principal para reconhecermos o valor de uma marca. A linguagem é um atrativo a mais junto a marca. O quê realmente chama a atenção em um primeiro momento é, o visual, depois o contexto em que a marca está inserida. Em um mercado cada vez mais competitivo, o ditado: “Vale tudo”, vale tudo mesmo! Profissionais como designers buscam fazer com que o anúncio torne-se um grande destaque, aí começa a jornada da combinação, que vai desde a escolha das cores, as quais, incitarão mais o público-alvo, até um texto direto e curto, que diga tudo em relação ao visual que é exibido.
    A criatividade está ligada ao belo, portanto certamente o ponto da identidade, ou seja, a individualidade de uma marca na maioria das vezes será simétrica, e nos demais casos, o assimétrico também pode prender a atenção do cliente que se quer conquistar. É fato que a marca é aquilo que o anunciante quer que seja para o seu consumidor final. As pessoas se encantam ou desencantam com o produto que é mostrado a eles, da forma que o proprietário quer lhes passar. O sentido de tudo isso tem como base a racionalidade do anunciante, do que pode conquistar o olhar do público-alvo, mas é completamente ligado a imagem juntamente as cores, de forma que os clientes sintam pelo fator sensorial: a emoção, a combinação das cores e por fim o texto, o prazer de ter aquele produto, com missão cumprida, a marca consegue agarrar o seu público.

  38. Hoje em dia as marcas são praticamente tudo,elas fazem os consumidores a crer nelas,confiar e ate brigar por elas.
    Nos dias atuais nós compramos mais pela marca do que pelo produto,hoje você vê um tênis Nike e ver outro tênis do mesmo modelo não daremos tanta importância a outra marca mas sim para o Nike,então podemos dizer que a marca são dominante sobre nós e elas usam símbolos para se expressar por meio de sua individualidade e por meio de sua identidade.

  39. Atualmente estamos vivendo em uma era bem modificada , que com o tempo vem evoluindo, a marca hoje é algo muito valorizado na sociedade , quando o ser utiliza ela e o identifica das outras ele virá fiel a ela, com isso deixa as outras, mais para isso acontecer teve uma grande divulgação da marca.
    E assim vivemos no mundo da marca, onde ela vem conquistando o seu consumidor e brigando com seus concorrentes nesse grande mercado , e aos poucos consegue identificar o ser humano ,mais muitos tem seus princípios e não se deixam se levar pela marcar.

  40. As séries que assisto, os artistas que sigo, as roupas que visto, as músicas que ouço, a comida que como, tudo isso são coisas que ajudam a modelar e criar a minha identidade.
    Propagandas como as da Coca Cola não vendem o produto, diretamente, mas sim a sua marca, controlam, subjetivamente, as mentes dos seus clientes com frases motivacionais.
    Se você usar tal marca é questão de poder, as marcas, hoje, mais do que nunca, sabem disso e controlam mais ainda a mente de seus clientes, as propagandas estão cada vez mais imperativas: Compre! Use! Fale!

  41. No mercado competitivo atual o que faz a diferença, o que expressa a sua individualidade é a logomarca que o produto traz que incentivam o consumismo desenfreado e que deixam consumidores viciados, contagiados e enlouquecidos por aquela marca, são fiéis realmente, pois a marca cria uma identidade própria.
    O grande objetivo é fazer com que o consumidor ao ver aquela logomarca se lembre do sabor, do tipo, do cheiro, da textura, etc. que aquele produto tem na sua peculiaridade.
    Em suma pessoas escolhem uma determinada marca, pois se sentem seguras e acreditam na consistência. Ter um produto de uma determinada marca representa status, na verdade não há uma escolha racional e sim opção pela marca.

  42. Tatieli barbosa Francisco

    Essa é uma verdade, clara sobre o consumismo exagerado, e inconsciente das pessoas. Que hoje não compram produtos, mas sim marcas.Essas que por sua vez seduz com a sua linguagem própria, e com tudo que representa, sem necessária uma palavra.

  43. A identidade da marca hoje é muito reconhecida e louvada. Quando uma marca consegue expressar seu próprio DNA naquilo que produz além de reafirmar a sua presença de mercado e suprir seus clientes fiéis, consegue ainda conquistar ainda mais pessoas que pensam da maneira que a marca se propõe. Além disso, hoje num mundo tão informatizado e que se atualiza a cada segundo, infelizmente ainda existem empresas que tentem copiar a identidade comercial de marcas famosas que deram certo e tentam pegar carona nesse mesmo mercado, mas como uma marca que foi feliz na escolha da identidade tem clientes fiéis essa conquista já está fadada ao fracasso.

  44. Realmente ” Os produtos são criados na fábrica. As mascas são criadas na mente”. Os produtos muitas vezes nao tem qualidades que o consumidor espera para determinada marca, mas se for de alguma conhecida, compram assim mesmo, o importante é ter uma peça de reconhecimento.
    As marcas passam segurança,clareza e status, que acabam por criar expectativas nas mentes do consumidor,que por sua vez acredita e confia naquele produto,tendo suas escolhas influenciadas pelas promessas que as marcas transmitem,essas que podem ou não ser verdadeiras.

  45. Algumas marca se vendem por si só de um modo visual;algumas vezes por hábito de sempre comprar as mesmas,ou algo de costume .Onde algumas vezes queremos também atravez delas nos expressar nos posicionar no mundo na sociedade perante as pessoas quem somos o que gostamos entre outros.

  46. O mercado por ser muito competitivo obriga as marcas a investirem em uma identidade visual, marca nao é feita pela opinião das pessoas , mas precisa se adaptar ao gosto das pessoas para ter sucesso na sua identidade visual, para que seja reconhecida em apenas um olhar.Com isso tambem investindo em propagandas para que seja sempre mais reconhecida.

  47. Após a leitura do texto podemos chegar a conclusão de que a marca é um registro que favorece ao individuao identificar e ser identificado na sociedade.
    Ao traduzirmos esse conceito para o produto de moda é tangivel que a marca esta relacionada a um mercado do surpérfluo e significa entre linha “superioridade, individualidade, status”. Básicamente desde os primórdios da humanidade a moda tem sido usada como dividora de classes sociais.
    Marcas mundialmente conhecidas tornam o meio ainda mais separador. E isso não acontece aleatóriamente, como é citado no texto grandes marcas perpetuam até hoje sendo reconhecidas como clássicas e atemporais, são sinonimo de bom senso, decência e popularizam uma parcela da sociedade que podem contribuir financeiramente para a promoção das marcas.

  48. Hoje somos rotulados pelas inúmeras marcas.
    Não compramos o produto e sim compramos a marca.
    Cada individuo expressa sua identidade estampando sua marca preferida!Hoje encontramos produtos idênticos com apenas uma diferença, um simples simbolo, que faz com que o produto eleve seu valor, isso não sendo um problema para a maioria das pessoas!As marcas estão por todas as partes, revistas, sites, outdoor.
    Pode-se dizer que nós tornamos verdadeiros garotos propaganda!

  49. “Os produtos são criados na fabrica. As marcas são criadas na mente”. Waltr Lander – Fundador Landor Associates.
    A criação de uma marca que possa ser reconhecida, ou seja, remeter um produto, não é tarefa fácil. A identidade visual de uma marca precisa passar a essência do produto, funcionar como uma mensagem subliminar do que o produto é ou do que o fabricante quer que você ache que ele seja. Esta segunda opção funciona como uma manipulação em que geralmente se usa quando um produto já possuí uma marca reconhecida. Um bom exemplo para essa manipulação é comprar um produto em que todos reconheçam a marca apesar de não concordar com as imposições que já foram colocadas a ele. É o mesmo que comprar uma Levi’s que não seja tão confortável no seu corpo mas, que mesmo assim é imposto como um ótimo jeans e por isso você a usa.

  50. Os produtos são criados na fabrica. As marcas são criadas na mente”. Waltr Lander – Fundador Landor Associates.
    A criação de uma marca que possa ser reconhecida, ou seja, remeter um produto, não é tarefa fácil. A identidade visual de uma marca precisa passar a essência do produto, funcionar como uma mensagem subliminar do que o produto é ou do que o fabricante quer que você ache que ele seja. Esta segunda opção funciona como uma manipulação em que geralmente se usa quando um produto já possuí uma marca reconhecida. Um bom exemplo para essa manipulação é comprar um produto em que todos reconheçam a marca apesar de não concordar com as imposições que já foram colocadas a ele. É o mesmo que comprar uma Levi’s que não seja tão confortável no seu corpo mas, que mesmo assim é imposto como um ótimo jeans e por isso você a usa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.